Nota de Repúdio: 13º salário

Nota de Repúdio: 13º salário

O Sindicato dos Médicos no Estado do Tocantins (SIMED-TO) vem a público REPUDIAR O NÃO PAGAMENTO DO 13º SALÁRIO AOS MÉDICOS servidores estaduais. Todos os médicos estão sem receber o 13º salário por incompetência desse governo.

A medida é mais um calote dessa gestão que não mediu esforços em confiscar direitos dos servidores e fez tão pouco de concreto para equilibrar as contas públicas. Aliás, quase todas as medidas visaram a usurpação de direitos dos servidores efetivos e a transferência do ônus para o contribuinte.

Os médicos não deixaram de contribuir com a gestão deixando a cargo do Executivo a melhor forma, e no prazo que estipulasse, para honrar os compromissos financeiros com a classe. Ainda assim, além do 13º salário, com a apropriação confirmada só agora às vésperas do pagamento, o confisco à classe médica inclui o não pagamento dos plantões extras, da produtividade, insalubridade, adicional noturno e gratificações de urgência e emergência e de UTIs, entre outros calotes.

A gestão que comete irresponsabilidades desses patamares, e de forma continua, como as que se presenciam no Tocantins precisa ter a clarividência de que as consequências chegarão. Alguém será responsabilizado.

Janice Painkow
Presidente

 

80 Total de acessos 1 Acessos hoje

Compartilhe

Comentário (1)

  • Edilberto Vasconcelos Pereira Responder

    Deixou de pagar também, além dos citados, as Progressões de 2014 dadas pelo Governador Sandoval e tomadas
    de vários Servidores pelo Governador Marcelo Miranda em Janeiro-15.

    19/01/2016 at 15:30

Deixe um comentário

Your email address will not be published.