Médicos criticam anúncio de calote nos plantões

Médicos criticam anúncio de calote nos plantões

O Sindicato dos Médicos no Estado do Tocantins (SIMED-TO), diante da nova confissão de incompetência do Governo Estadual ao anunciar mais um calote contra a classe médica, expressa seu REPÚDIO às declarações dadas pelo secretário da Administração, Geferson Oliveira Barros Filho, de que a gestão não irá pagar o plantão realizado pelos médicos.

A entidade refuta os argumentos falaciosos do secretário, direcionados aos servidores em geral, e repudia veementemente o desrespeito do gestor ao ameaçar o médico com “ferro frio”, um escárnio ao médico plantonista.

Ao tempo em que manifesta sua solidariedade aos médicos servidores públicos, profissional que se sacrifica nos hospitais em meio à constante falta de condições mínimas de trabalho e materiais básicos para lidar diretamente com os problemas de saúde da população, a entidade faz um apelo ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado: não aceite que a incapacidade de gerenciar os recursos públicos se torne sua marca de gestão nos últimos 18 meses de mandato.

Por fim, a entidade ainda espera que Vossa Excelência tenha a dignidade e a coragem que se espera do chefe máximo da administração estadual, e determine as medidas para a redução de gastos e a economia de recursos para, enfim, honrar os direitos dos servidores.

Nenhum direito a menos!

61 Total de acessos 1 Acessos hoje

Compartilhe

Deixe um comentário

Your email address will not be published.