Esquema de mutirão de cataratas impedido de agir no Tocantins após denúncia do SIMED-TO aparece no Fantástico em denúncia de prejuízo no Mato Grosso

Esquema de mutirão de cataratas impedido de agir no Tocantins após denúncia do SIMED-TO aparece no Fantástico em denúncia de prejuízo no Mato Grosso

2020medicos

O mesmo esquema suspeito de desviar recursos públicos do SUS por meio de contratação duvidosa com governos estaduais, impedido de atuar no Tocantins após denúncia do SIMED-TO ao Ministério Público, apareceu em longa reportagem no programa jornalístico Fantástico, no domingo, 12.

A reportagem mostra que a “caravana da transformação”, nome do mutirão da catarata contratado pelo governo estadual do Mato Grosso, por R$ 48 milhões realizou 66.337 cirurgias entre julho de 2016 e junho de 2018.

No Tocantins, a gestão do ex-governador Marcelo Miranda chegou a contratar a mesma 20 20 Serviços Médicos, empresa que aparece no Fantástico, mas uma denúncia do SIMED-TO ao Ministério Público resultou numa denúncia dos órgãos ministeriais, estadual e federal, à Justiça, que determinou a suspensão do contrato.

“A iniciativa do SIMED-TO em denunciar os riscos de danos aos pacientes e aos cofres públicos nesse tipo de contrato duvidoso poupou a saúde ocular dos tocantinenses e evitou prejuízo milionário aos cofres estaduais”, avalia a presidente do SIMED-TO, Janice Painkow, ao lembra que o contrato no Tocantins tinha duração de um ano e valor de R$ 11,6 milhões.

Conforme a reportagem do Fantástico de domingo, denúncia do Ministério Público em Mato Grosso revelou o mesmo esquema tentado no Tocantins. O governo pagava com base em planilhas de atendimentos elaborados pela própria empresa, com suspeita de pagamento em dobro e por procedimentos cobrados sem terem sido realizados em pacientes que jamais foram operados.

Segundo o promotor de Justiça do Mato Grosso, Mauro Zaque de Jesus, não havia controle por parte do governo nem fiscalização sobre a qualidade do serviço. Vários pacientes mostrados na reportagem perderam a visão porque foram operados e não houve o implante da lente intra-ocular, responsável pela visão do paciente após a cirurgia de catarata.

Confira a matéria neste link.

444 Total de acessos 2 Acessos hoje

Compartilhe

Deixe um comentário

Your email address will not be published.


Warning: get_headers(): http:// wrapper is disabled in the server configuration by allow_url_fopen=0 in /var/www/html/simedto.org.br/web/wp-content/themes/porto/includes/init.php on line 97

Warning: get_headers(): This function may only be used against URLs in /var/www/html/simedto.org.br/web/wp-content/themes/porto/includes/init.php on line 97