1º de Maio: mensagem ao trabalhador médico

1º de Maio: mensagem ao trabalhador médico

Neste dia de trabalho, no lugar dos parabéns vamos registrar nossa gratidão a cada associado que tem acompanhado, participado e apoiado o desafio do Sindicato de lutar por cada médico que trabalha na área da saúde.

Os desafios que se assomam na trincheira da luta sindicalista se avolumaram nos últimos anos, em razão das duras medidas político-administrativas impostas aos trabalhadores da saúde no Tocantins e também no país, que afetam, sobretudo, a categoria profissional médica, e impactam sobremaneira a organização sindical em todo o país.

E aqui não podemos deixar de nos referir à reforma trabalhista, por exemplo, que extinguiu a contribuição obrigatória, mas, embora esse fator tenha impactado financeiramente o movimento sindical e obrigado as entidades representativas a repensar sua atuação, o conjunto da obra no campo político em âmbito nacional tem mostrado que o desafio para o movimento médico cresce em volume e complexidade, como um quadro infectado por diversos agentes.

Nos últimos anos temos visto o quanto a categoria médica tem sido alvo de um pensamento político dominante de desvalorização da medicina e do profissional médico. Um pensamento que se materializa em uma pauta calculada para reforçar no ideário popular a imagem do “médico monstro”: aquele que é culpado de todas as mazelas na área da saúde.

O que temos é um diagnóstico há muito concluído de degradação da medicina e do profissional médico, provocada por fatores externos, que requer a intervenção especializada, focada, mas, principalmente, aglutinadora.

No plano nacional e no Tocantins, só a união de todas as frentes que integram o movimento médico poderá nos fortalecer para que façamos a defesa de temas de interesse dos médicos, da medicina, dos pacientes e da sociedade brasileira. Travamos no Tocantins um luta contra um dos governos mais opressores para com a classe médica da história, e que está quase a nos levar de volta aos primórdios da desorganização no serviço público.

Graças ao apoio dos colegas médicos e médicas e toda a diretoria, O SIMED tem conseguido enfrentar e reverter os inúmeros prejuízos impetrados pela atual gestão estadual contra os médicos, mas ainda há muito o que enfrentar. E é por isso que precisamos contar com a união e a energia de cada um e cada uma de vocês.

Precisamos reforçar nossa luta genuína, aguerrida e focada no que há de vir. Por isso nosso convite para que visitem o SIMED, participem do sindicato e dialoguem com nossa diretoria. Integrar um sindicato de muitos amigos e colegas de luta, é como participar de um templo religioso: lugar de encontrar a irmandade e reabastecer coração e mente do que é absolutamente necessário para voltar à luta diária: a fé. porque a fé é a certeza nas coisas que virão.

Diretoria do SIMED-TO

239 Total de acessos 2 Acessos hoje

Compartilhe

Deixe um comentário

Your email address will not be published.