Em audiência judicial, a Justiça Estadual prorrogou por mais três meses (90 dias) toda a atual rede de atendimento do Plansaúde. Nesse período, o SIMED seguirá intermediando o repasse do pagamento das competências feitos pelo plano para cada médico credenciado.

“Com esse acerto diante da justiça, os atendimentos feitos nesse período estarão garantidos os recebimentos através do sindicato”, explica a presidente do SIMED, Janice Painkow.

Outra deliberação da audiência é a determinação do juiz Gil de Araújo Corrêa para que o Estado do Tocantins providencie, no prazo de 60 dias o credenciamento de neurocirurgiões, em quantidade suficiente para viabilizar o atendimento das neurocirurgias aos beneficiários do plano.

O único neurocirurgião já credenciado é Nielson Araújo Gomes, que teve o contrato apresentado na audiência pelo diretor do Plansaúde Ineijaim José de Brito Siqueira. A partir de agora, no máximo em 30 dias o atendimento com esse médico deve ser iniciado para uma lista de pacientes apresentados pela Defensoria Pública, que ajuizou a ação na qual houve essas deliberações.

Além disso, o juiz deu o prazo de mais 30 dias para apresentar a lista de fornecedores credenciados e quais especialidades médicas e de procedimentos (exames) ainda não possuem prestador de serviço na rede.

Repasse
O SIMED afirma aos médicos que o governo do Estado fez o repasse da competência 6 e, agora em novembro, conforme cronograma acordado com os médicos, irá pagar a competência 7.