O Sindicato dos Médicos no Estado do Tocantins (SIMED-TO) oficiou no secretário de Saúde Luiz Edgar Tolini para que o governo do Estado tome as providências necessárias e faça a testagens para Covid-19 de todos os profissionais de saúde que atuam na rede pública do Tocantins.

Incluindo profissionais da rede pública e privada mais de 20 trabalhadores da saúde no Tocantins já estão infectados pelo novo coronavírus e, na avaliação da presidente do sindicato, Janice Painkow, os profissionais da saúde não são imunes ao contágio nem às consequências da Covid-19, o que exige responsabilidade do governo para proteger e prevenir que o contágio se alastre.

“Diariamente, os médicos estão cada dia mais e mais expostos seja na iniciativa privada ou na pública, e isso requer desta secretaria esse gesto de responsabilidade, de bom senso e de medida preventiva para poupar os profissionais de que sejam hospedeiros do vírus e represente consecutivas baixas no quantitativo de profissionais, tão necessários nessa hora”, afirma.

A médica afirma ainda que a testagem ampliada é necessária porque os profissionais estão no lugar de atendimento de todos os pacientes e precisam ter certeza da não infecção. “Se estiverem contaminados, mas assintomáticos, podem estar repassando o novo coronavírus para pacientes de outras patologias. ”